Viciado

All Rights Reserved ©

Summary

David estava sentado apoiado em um pequeno coqueiro na única parte da praia que possuía um pouco de grama. Iann que hora ou outra cochilava estava ao seu lado com a cabeça apoiada sobre seu peito. A todo momento David acariciava a nuca do garoto sentado ao seu lado, aproveitando pra sentir a maciez de seu cabelo, o perfume que Iann exalava se tornara familiar há muito tempo, ainda assim, toda vez que estavam juntos não deixava de inspirá-lo. - Você não perde essa mania mesmo, não é? Um sorriso singelo se formou nos lábios de Iann. - Talvez... É porque eu acabei ficando viciado no seu cheiro! David avançou para frente cheirando o pescoço de seu amado o fazendo se arrepiar enquanto ria. - Talvez? Iann se deitou seu colo. - É... Seus olhos estavam conectados como se conseguissem ver o interior um do outro, até que Iann não resistiu e desviou o olhar. - E é um vício que eu não faço questão de perder! David completou e em seguida o beijou fraternamente. A lua pairava sobre o mar que refletia seu brilho intenso. O céu em um azul noturno sem nenhuma nuvem exibia seu enorme manto de estrelas. Ali à beira da praia, com aquela visão encantadora, se tornou há muito o lugar ao qual eles sempre retornariam quando precisassem ficar sozinhos.

Genre:
Romance / Drama
Author:
Phe Netto
Status:
Ongoing
Chapters:
5
Rating:
n/a
Age Rating:
16+

1 - Sempre Atrasado

O despertador do celular já havia tocado cinco vezes e em todas Iann ativou a função soneca, mais cinco minutos, ele tentava aproveitar cada minuto antes das 07:30.

Essa volta às aulas seria uma tortura. Ele e o irmão não viajaram durante as férias, ambos dormiam tarde e acordavam mais tarde ainda.

As 07:50, Iann já deveria estar saindo pra se encontrar com Thomas, caso fossem andando, pois sempre iam juntos ao Colégio. Mas hoje, John iria os levar.

O despertador tocou mais uma vez, e, ao ver o horário, "07:35", Iann pulou da cama tão rápido em direção ao banheiro que acabou esquecendo de pegar a toalha.

Mal se segurava em pé enquanto tentava urinar, os olhos se recusavam a abrir completamente, ele ainda tentava adaptá-los a luz quando escutou as batidas fortes na porta do quarto.

- Iann, você já levantou? John perguntou em tom alto e rígido.

Esse era um ritual que John já estava acostumado e teria que fazer novamente esse ano. Ele sempre acordava o irmão mais novo, mas hoje, Iann acordou antes de John ir até a sua cama e puxar o cobertor.

- EU TÔ NO BANHEIRO... O grito rouco de Iann ecoou pelo quarto.

- Adianta que a gente não tem a manhã toda, filhote! John deu outra batida na porta do quarto, em seguida foi possível ouvir os passos dele descendo a escada.

John só sai pra trabalhar às 08:30, mas como algumas vezes deixa Iann e Thomas no Colégio, sempre saía um pouco mais cedo.

Após tirar a cueca folgada que usava pra dormir e jogá-la no cesto de roupas, Iann entrou no box e ligou o chuveiro. Uma água extremamente gelada caiu aos seus pés arrepiando todo o seu corpo.

- Ai... Puta merda... Tá gelada!

Primeiro colocou um pé embaixo dá água que caia, em seguida um dos braços, depois o outro, abaixou a cabeça e molhou o cabelo. Rapidamente jogou o corpo por inteiro debaixo d'água, tremeu na hora arrepiando cada poro do seu corpo. Era um processo lento mas que ajudava.

Iann saiu do banheiro com o dobro de frio que havia sentido ao se molhar, seu queixo tremia fazendo com que os dentes tocassem com força um no outro. Correu em direção a toalha que estava jogada sobre a cadeira em frente à mesa do computador. Se secou o máximo que pôde e a enrolou na cintura.

Os irmãos moram sozinhos desde a infância. John é responsável pela criação do irmão mais novo desde que completou quinze anos, na época, Iann tinha apenas sete.

Quando seus pais se separaram, a mãe dos garotos foi embora sem dizer o motivo ou para onde iria a ninguém, os deixando com o pai que também nunca foi muito presente. Desde então nunca se importaram de ter notícias sobre ela.

Apesar de Iann saber que às vezes ela ligava pro John, e ele evitava o contar.

O pai dos garotos, Henrique, só ia em casa de duas a três vezes no ano, outras vezes simplesmente não aparecia. Ele trabalha em uma empresa que explora petróleo e nunca permanecia fixo na mesma cidade, estado ou até mesmo país por muito tempo.

Após alguns minutos John voltou novamente ao quarto

- Iann... Você não vai conseguir tomar café! Que mania de sempre levantar no último minuto, Caramba!

- Já terminei, satisfeito? E bom dia pra você também!

Iann abriu a porta e lançou um abraço no irmão. Eles nunca tiveram problema nenhum em demonstrar afeto um ao outro, não importava o lugar.

- Mano, você vai voltar a sair sem tomar café de novo esse ano? O rosto de John demonstrava o quão preocupado ele estava com o irmão nesse momento.

- Relaxa, eu como alguma coisa no Colégio! Vamos?

- Vai comer o quê lá, salgados? Bolo? Você acha que tá bom desse jeito? John o encarou com um olhar de descontentamento.

- Tá ótimo! Mano... 07:50, adianta! Você sabe que eu não ligo de sair sem tomar café.

- Bebe um suco pelo menos, vai!

Estavam indo em direção à sala, mas Iann entrou na cozinha, pegou um copo no armário e o encheu com suco de pêssego que estava na geladeira, era o seu favorito.

Tentou dar goles rápidos pra acabar logo, porém, além de muito gelado, sua boca não ajudava, pois tinha acabado de escovar os dentes.

A cada tentativa de tentar beber rápido, o cérebro e a garganta de Iann gelavam ao mesmo tempo, fora os dentes que doíam.

Dando um último gole, a boca encheu, com os olhos vermelhos enquanto tentava engolir rápido o líquido gelado. John riu enquanto o repreendia.

- Se tivesse acordado cedo não estaria passando por isso! Vamos, primeiro dia e já volta passando a mesma vergonha do ano passado.

- Tá, já sei que sou o atrasado do Amélia Prado. Não precisa ficar me lembrando!

A fama de atrasado de Iann passou a ser conhecida no Colégio depois que a professora de Língua Estrangeira, Carmélia, criou uma música realmente vergonhosa e ensinou os alunos a cantarem pra ele toda vez que chegasse atrasado.

"Espero que ela não caia na minha turma esse ano!"

Iann vestia um moletom preto por cima da camisa branca com detalhes em vermelho do Colégio, a calça azul escuro justa com rasgos nas pernas eram sempre as suas favoritas. A mochila e o tênis ainda eram os mesmos do ano passado.

O moletom era só para as primeiras duas ou três horas de aula, ou, quando ligassem o ar condicionado da sala. Depois das 10:00 a temperatura na escola ia de frio extremo à um calor escaldante.

John sempre saía arrumando alguns detalhes em suas roupas. A camisa social branca com pulsos e golas sem dobrar, gravata ainda sem nó e falando ao telefone.

Apesar de acordar cedo, ele sempre tentava deixar tudo pronto desde o café da manhã que Iann raramente tomava, até o almoço que ele fazia durante a noite.

- Vem cá, deixa eu ajeitar isso! Iann o puxou em sua direção e começou a dobrar as mangas e a gola da camisa, em seguida ajeitou a gravata.

John ainda estava falando ao telefone sobre algum cliente que iria fazer uma visita, quando olhou pra Iann.

- Abre o carro e coloca essa caixa no porta malas! Por favor! John apontou pra uma caixa média ao lado do sofá, em seguida se virou e foi em direção ao quarto.

Ao pegá-la, Iann percebeu que não era tão leve quanto aparentava.

- Caramba, tem chumbo aqui dentro? John havia subido de volta pro quarto e com certeza não o escutou reclamar.

Enquanto caminhava em direção ao jardim agarrado com a caixa, Iann viu aquela figura familiar que estava encostada no carro olhando para o relógio no braço.

Thomas parecia ter ganhado peso e ficado ainda mais alto. Na verdade todos que Iann conhecia eram sempre um pouco mais alto que ele.

Quando Thomas levantou a cabeça e o viu indo em sua direção, abriu um sorriso que logo Iann retribuiu, ambos não conseguiam segurar o riso um com o outro.

Tomy - Thomas e Inn - Iann, foram apelidos que colocaram um no outro enquanto durante a infância, e assim permaneceu.

- Mais um ano e você não quer perder o posto de atrasado do Colégio, não é?

- Abre o porta malas pra eu colocar essa caixa! Por favor!

Iann apertou o botão e destravou o carro, depois que Tomy o abriu, colocou a caixa no canto e o fechou em seguida.

- Você sabe que um rei não pode perder a coroa pra qualquer um!

Em seguida deram um abraço demorado. Tomy havia viajado duas semanas atrás pra casa de uma tia em outro estado.

Foi por pouco tempo, mas para a amizade deles parecia uma eternidade. mesmo sempre se falando por mensagens e fazendo chamadas de vídeo, ainda assim parecia ser pouco.

- E no primeiro dia eu sempre tenho que chegar tarde com você! Tomy concluiu.

Ao chegar próximo dos dois garotos, John tocou no ombro de Iann o afastando e abraçou Thomas, em seguida entrou no carro e os apressou para que fizessem o mesmo.

- Vamos que o senhor sem despertador não perdeu a velha mania!

Sempre que entravam no carro Tomy e Iann colocavam os fones de ouvido e sincronizavam a mesma músicas pra poderem ouvir ao mesmo tempo.

- Baixou música nova? Tomy avançou em direção ao banco da frente enquanto olhava pro celular.

- Sim, mas essas que eu baixei são antigas, e eu não ouvi ainda! Mas tem as músicas daquelas séries que a gente estava assistindo, baixei todas que eu consegui achar!

- Tá, mas vamos ouvir primeiro essas que você não conhece!

- Mano, posso colocar pra tocar no som do carro? Iann lançou um olhar apelativo e John o olhou de volta.

- Faz muito barulho?

- Um pouquinho, mas não é muito, Juro!

- Então pode! Se for muito barulhenta eu desligo!

Iann sincronizou a música com o som do carro, o nome "The Federal Empire - Glory Days", deslizava pela tela do celular da esquerda para a direita desaparecendo e voltando a aparecer lentamente, então apertou o play.

Batidas pesadas começaram a tocar, mas ao invés de ser algo desprezível de se ouvir, como John imaginava, um ritmo viciante invadiu o carro.

Iann batia os pés lentamente, Tomy usava a própria perna como uma espécie de bateria, enquanto John se deixou levar, aumentou um pouco mais o volume e começou a batucar com uma mão no volante.

Após alguns minutos, mais duas músicas haviam tocado, John diminuiu a velocidade do carro e em seguida estacionou em frente à entrada do portão principal do Colégio.

Continue Reading Next Chapter
Further Recommendations

Jazzy67: Great story. Can’t wait to read more from this author..Highly recommend..Great love story..❤️

TheBronteSister: This one got me twisting and turning, a true emotional rollercoaster I enjoyed very much 💝💝💝

Stefania D'auria: Great read

Marja de Boer: Nice book and plot to read

Khushdeep: I loved the way snow and Ace insults each other. They both care about each other and don’t let other know. This is the best story I have ever read.

Lee H: Good Story.. Different plot from the usual Alpha type. Great ML the story gripped and held my attention till the end. Congratulations 💯❤️🤍❤️🤍❤️🤍❤️

Cyndi Richardson: I loved this storyvery Intense Pleasewrite another story

Racquel E Elliott: I'm liking the story but don't you think there are too many twists going on.I understand you have a plan but I'm like give them a break already

rpvm6zw4dp: Have enjoyed all the books so far, can’t wait for more. 😁 I will be reading some of the others by this author 😍

More Recommendations

Connie Jenny: Love it can’t wait for more updates to I can see what happens

D: Really I was expecting more for the oldest brother. One of my least favorite couples

Samantha: Love how she keeps going strong with her son. And can't wait to see how he reacts when he sees them. And I hope she makes him work hard for her forgiveness

Faybia: Amazing story. From the first sentence to the last had me on the edge of my seat. Well written in that it was hard to know the murder until the end; Gloria was a welcomed surprise. Wonderful that Jason and Jessie had their happy ending.

Linzi Daure: I love this book xxxxxx

About Us

Inkitt is the world’s first reader-powered publisher, providing a platform to discover hidden talents and turn them into globally successful authors. Write captivating stories, read enchanting novels, and we’ll publish the books our readers love most on our sister app, GALATEA and other formats.